O grande desafio do varejo – Como definir o preço certo dos produtos?

O grande desafio do varejo – Como definir o preço certo dos produtos?

Se você ainda não entrou para a lista dos brasileiros que tentaram empreender e tiveram grandes dificuldades, provavelmente deve conhecer alguém que faz parte deste indesejável grupo.

Não é à toa que 6 em cada 10 empresas abertas no Brasil não sobrevivem mais que cinco anos, segundo dados do IBGE.

No varejo, com uma concorrência acirrada e, principalmente agora com a recente pandemia do Coronavírus, as coisas ficam ainda mais difíceis.

Não bastasse toda essa epopeia, o varejista ainda precisa enfrentar um desafio diário que lhe tira o sono: como definir o preço certo dos produtos?

Ter uma estratégia de precificação inteligente permite que a empresa lucre mais, gaste menos, seja mais competitiva, tenha poder de negociação, dentre outros benefícios.

Começar a desenvolver uma estratégia de precificação eficiente agora, pode garantir a sobrevivência e, principalmente, o crescimento do negócio quando esta crise gerada pelo Novo Coronavírus terminar.

Qual a importância de definir o preço certo dos produtos?

De acordo com uma pesquisa da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro, o preço é o elemento crucial para decisão de compra de 82,2% dos brasileiros.

Claro que existem outros fatores que influenciam na decisão de compra, podendo deixar o preço em segundo plano, principalmente dependendo da classe social predominante de cada região. No entanto, não dá para negar que este é um elemento essencial, principalmente nos primeiros anos de funcionamento de um negócio, enquanto a empresa ou marca ainda não é reconhecida e prestigiada.

Um preço competitivo pode conquistar e fidelizar um cliente, ao passo que, um preço bem planejado, também pode garantir a lucratividade da empresa.

Aliás, de acordo com uma pesquisa realizada em 2019, ouvindo mais de 10 mil empresas, 89% delas responderam que estavam realizando vendas no prejuízo, porque tinham dificuldade com a formação do preço de vendas.

Agora fica o questionamento: você quer fazer parte destes 89% ou quer fazer algo para ficar entre os 11% que aplicam estratégias de precificação corretamente para garantir a lucratividade?

Como definir o preço certo dos produtos?

A resposta não é tão simples. Na verdade, definir o preço certo dos produtos pode variar conforme a estratégia de precificação adotada. Inclusive, existem também várias técnicas para calcular o preço de um produto.

A seguir, elencamos algumas estratégias que poderão te ajudar a precificar produtos de maneira mais assertiva.

Monitore a concorrência

A forma mais simples de definir o preço certo dos produtos é avaliando a concorrência principalmente em produtos mais sensíveis e tomando isso como referência para sua estratégia. É assim que a maioria dos gestores criam suas estratégias de precificação.

No entanto, essa prática sozinha não será tão eficiente. O primeiro erro é que muitos não sabem definir ao certo quem é seu concorrente direto, aquele que pode lhe “roubar” clientes.

Vamos pensar melhor: você tem um mercado de bairro e faz o monitoramento dos preços dos concorrentes na sua região. Nesta lista está um grande mercado no formato de Atacado, que nem está no seu bairro. Provavelmente o público que ele atinge é outro, em outra região, buscando produtos diferentes daqueles que você oferece.

Assim, competir com um concorrente que, na verdade, não é um concorrente direto, acaba fazendo você criar uma estratégia de precificação equivocada.

Fique de olho na margem de lucro dos produtos

O que todo gestor deseja é ter lucro, não é mesmo? É assim que um negócio sobrevive, consegue prosperar, dar mais empregos para as pessoas e fazer o país inteiro crescer, certo?

Mas para ter lucro é preciso ter um monitoramento constante dos preços praticados, afinal, o mercado muda o tempo todo, existe a inflação, outros custos atrelados ao produto e ao negócio. São varias influências.

Se você forma o preço baseado na concorrência e na análise do mercado, precisa ficar de olho na margem de lucro para não acabar “pagando pra comercializar algo”.

Se seu produto não consegue bater o preço da concorrência e já não está mais gerando um lucro significativo, é um indicativo de que algo não está certo.

Talvez seja necessário reavaliar se realmente vale a pena comercializar este produto, se algo no seu processo de produção ou vendas está tornando o valor final alto e até mesmo se é necessário negociar com fornecedores.

Pense em uma estratégia de pricing inteligente

Uma das melhores formas de definir o preço certo dos produtos é usar uma estratégia híbrida, que leve em conta diversos fatores:

  • A concorrência e seus preços praticados realizando pesquisas estruturadas;
  • Custo negociado com os Fornecedores do Varejo ou mesmo uma avaliação de todo processo de formação do custo do produto tratando-se de Indústria;
  • Revisão de processos de precificação e promoções, levando em conta a participação e margem praticada em cada uma dessas atividades;
  • Pesquisa de preços com correntes e público;
  • No Varejo, incorporar a estratégia de categorias, análise de sensibilidade e elasticidade de preços e mix de margem no momento de precificar.

Também, para uma estratégia de pricing efetiva será preciso investir em profissionais qualificados, com know-how, que conheçam as melhores metodologias e ferramentas para definir os preços mais competitivos para seus produtos.

Use a tecnologia a seu favor também

Hoje em dia toda estratégia de pricing assertiva está respaldada por um bom software de gestão e análise de informações.

É necessário coletar um número expressivo de informações, armazenar e, principalmente, trata-las para que gerem insights capazes de embasar a tomada de decisões.

Por isso, se você ainda não possui todo o know-how necessário, pode ser mais fácil, seguro e barato contratar soluções, como as fornecidas pela Profit+, que envolve planejamento e uma gestão eficiente, acompanhada por especialistas que irão analisar o seu processo de pricing atual e elevar para um nível mais profissional.

Tudo isso também pode ser gerido através de um software fácil de manipular, como o PRICEPOINT, desenvolvido pela Profit+ para o varejo que tem a necessidade de apoio de uma ferramenta para garantir a execução de uma estratégia pensada de pricing em todas as suas lojas e produtos.

Este é o software mais completo de pricing do Brasil e carrega mais de 25 anos de experiência e o que há de mais moderno em tecnologia, sempre atualizada e contando com recursos incríveis que facilitam a gestão das informações para uma tomada de decisão altamente assertiva.

Assim você consegue, com a ajuda de uma inteligência artificial, definir o preço certo dos produtos e tornar sua empresa muito mais competitiva e, claro, lucrativa!

Aliás, se você quer aprender mais dicas sobre gestão para alavancar seu negócio, continue lendo mais artigos em nosso blog e nos acompanhe nas redes sociais.  

Deixe uma resposta