Como aplicar estratégia de pricing na cadeia de suprimentos Supply Chain?

Como aplicar estratégia de pricing na cadeia de suprimentos Supply Chain?

Supply Chain é entendida como a cadeia de suprimentos que abrange um negócio, desde a produção do produto ou serviço até a entrega ao cliente. 

Dessa forma, a supply chain envolve diversas etapas da gestão empresarial, estando intimamente ligada à logística. 

Um produto vendido em supermercado, pode passar por diversas etapas, que precisam estar muito bem estruturadas. O peru de Natal, por exemplo, precisa ser criado no produtor, encaminhado para o abate, seguir para a inclusão da embalagem, armazenando em veículos especializados e entregue nos supermercados ou ainda em intermediários e centros de distribuição. 

Até chegar ao cliente passa por diversas etapas, processos, pessoas, lugares. Em cada ponto da cadeia há formas de aplicar as estratégias de pricing para otimizar custos e garantir maiores lucros ao varejista. 

A seguir, vamos entender um pouco melhor quais estratégias são essas e como o supermercadista pode se beneficiar com isso. 

Como uma estratégia de pricing pode potencializar a cadeia de mantimentos supply chain?  

O pricing não é apenas uma estratégia para aplicação de preços em produtos ao consumidor final. Essa metodologia pode ser entendida como uma forma de aplicar a inteligência de mercado na construção dos valores de produtos e serviços. 

Isso significa que não serve apenas para definir o preço de venda de um produto na gôndola, mas também, do preço que se paga ao produtor, levando em conta todos os custos envolvidos, os valores referentes a transporte, armazenamento, dentre outros itens que podem influenciar na lucratividade de um produto. 

Desta forma, já que a estratégia de pricing leva em conta diversos pontos da cadeia de suprimentos, é natural que esteja intimamente ligada ao supply chain.  

Que pontos de uma estratégia de pricing podem ser adotados pelo supply chain? 

correta adoção de estratégias de pricing é um dos grandes desafios do varejo, no entanto, quem consegue analisar seus pontos cruciais e, inclusive, aplicar em outras áreas, como o supply chain, pode obter resultados incríveis. 

A seguir, apresentaremos algumas áreas importantes em uma cadeia varejista e mostraremos quais estratégias de pricing podem ser aplicadas a fim de melhorar toda a cadeia de suprimentos. 

Aprimore negociações com produtores e demais parceiros 

Um dos pilares de uma estratégia de pricing eficiente é desenvolver boas negociações e parcerias com os fornecedores. Assim, é possível conseguir melhores preços, condições, vantagens, relacionamentos mais duradouros, dentre vários outros benefícios. 

À medida que seu negócio se desenvolve é possível obter melhores negociações, inclusive através do contato direto com o fabricante, diminuindo a interferência de terceiros, que podem encarecer e atrasar o processo. 

Ao negociar diretamente com um produtor de hortaliças, por exemplo, é possível garantir uma demanda fixa, que dará segurança a ele, ao mesmo tempo que evita intermediários. O produto sai do produtor diretamente para o ponto de venda, diminuindo custos com transporte, manutenção, terceirização, dentre outros. 

Ao diminuir os custos de aquisição do produto e encurtar a distância do mesmo até o cliente, diversas vantagens são percebidas: 

  • É possível aumentar a margem de lucro do produto; 
  • Adotar preços mais competitivos para atrair clientes; 
  • Facilitar o acesso do cliente final; 
  • Gerenciar a oferta e a demanda de forma mais assertiva; 
  • Criar diferencial competitivo, dentre outros benefícios. 

Faça um gerenciamento eficiente dos estoques 

Uma das premissas de uma estratégia de pricing eficiente é a busca por soluções inovadoras e de menor custo. Ao pensar no gerenciamento de estoques, é importante analisar tudo que envolve a logística de recebimento e entrega de produtos, armazenagem etc. 

Pode-se, inclusive, contratar uma consultoria externa para mostrar o que o gestor não consegue ver e, assim, analisar diversos pontos da cadeia de suprimentos com o intuito de diminuir custos. 

Algumas perguntas podem ajudar a indicar que pontos devem receber certa atenção: 

  • É necessário trabalhar com uma grande quantidade de estoque?  
  • Esse produto pode sair do produtor direto para a loja ou precisa passar por intermediários antes?  
  • Sua disposição no próprio centro de distribuição é pensada para facilitar o acesso e agilizar o processo de coleta? 
  • A mão-de-obra é eficiente e produtiva?  
  • Faça uma análise também das opções de layout do estoque, como funciona o fluxo de produtos e se o software que gerencia seu estoque possui todas as funcionalidades necessárias. 

Suporte tecnológico é essencial para uma correta aplicação de estratégias de pricing  

Não há como aplicar as estratégias de pricing de maneira eficiente sem contar com o suporte de um software que permita uma integração completa com o sistema de gestão da sua empresa e estabeleça uma conexão capaz de levantar todos os dados necessários para a definição de preços. 

A cadeia de mantimentos supply chain pode ser imensa, integrando diversos setores, produtos e serviços e, por isso, é quase impossível fazer uma coleta e gestão de todos os dados necessários para análise de forma manual ter um monitoramento da cadeia completa, entender os custos envolvidos e buscar oportunidades de redução do custo. 

Um software de Pricing como o Pricepoint, especializado em Pricing para o Varejo, consegue integrar diversos ERPs por meio de APIs e conexões entre bancos de dados ou por meio de troca de arquivos via SFTP e recomendar o melhor preço a ser praticado em cada item para o consumidor final.

A Profit+ tem um Know-how de mais de 25 anos no Varejo, contando com uma equipe de consultores especializados em inteligência de pricing e pesquisa de mercado transformando dados em inteligência comercial. 

Conheça melhor a Profit+. Fale com nossos consultores para entender como melhorar a estratégia de pricing no supply chain, garantindo mais eficiência e lucratividade para o seu negócio.